Endereço de Paz (3)

    Quando você puder: movimente-se, fale, trabalhe ou escreva para fazer o bem.
    Não pergunte.
    Sirva.
    Alguém está precisando.
    Quem é, saberá você depois.

    Desgostos e contratempos? Entregue-se ao serviço, em favor dos semelhantes, e Deus lhe dissipará qualquer sombra no coração.

    Terá você cometido algum erro? Procure conscientemente reparar a própria falta e Deus lhe dotará o coração com as oportunidades e meios de corrigenda.

    Algum problema difícil? Busque atuar invariavelmente para o bem e Deus lhe orientará os pensamentos e os passos para a melhor solução.

    Efetivamente, você ainda não conquistou a alegria permanente, todavia, consegue endereçar um sorriso de simpatia aos que necessitam de esperança.

    Não despreze seu corpo.

    Viver para que?
    Para aprendermos a viver bem e a viver para o bem.

    O dinheiro que estimula o bem, nas suas variadas formas, é missionário do Céu.
    O dinheiro que alivia é bálsamo da Vida Superior.
    O dinheiro que cura é alimento divino.
    O dinheiro que gera trabalho digno é dínamo do progresso.
    O dinheiro que restaura o bom ânimo é fraternidade em ação.
    O dinheiro que planta alegria e renovadora é criador de benções imortais.

    Tristeza e desânimo?
    Trabalhe reconfortando aqueles que experimentam provações maiores do que as nossas.

    Desafios e problemas?
    Trabalhe e espere.

    Ódio sobre os seus dias?
    Trabalhe, estendendo o bem.

    Desarmonia e discórdia?
    Trabalhe pacificando.

    Incompreensão e ignorância?
    Trabalhe e abençoe.

    Reprovação e crítica?
    Trabalhe melhorando as suas tarefas.

    Contratempos e desilusões?
    Trabalhe e renove-se.

    Tentações e quedas?
    Trabalhe e afaste-se.

    Crueldade e violência?
    Trabalhe e desculpe.

    Cada oração pode ser um manancial de benções.

    Seu cérebro vive cheio de perguntas?
    Trabalhe e o serviço conferir-lhe-á respostas exatas.

    Suas mãos permanecem paralisadas pelo desânimo?
    Insista no trabalho e o movimento voltará.

    Seu coração vive pesaroso e sem luz?
    Procure agir no bem incessante e a alegria ser-lhe-á preciosos salário.

    Seus ideais encontram sombra e gelo no grande caminho da vida?
    Dê seu concurso às boas obras sem desfalecer a claridades novas brilharão no céu de seus pensamentos.

    A parada que não significa descanso construtivo para recomeçar as atividades úteis é alguma cousa semelhante à morte.

    Senhor!
    Ante as ofensas que, porventura, me firam, auxilia-me a lembrar quantas vezes já recebi o perdão alheio, diante de minhas próprias faltas.

    Senhor!
    Deixa-me perceber quanto tenho incomodado aos outros com os meus erros, para que os prováveis erros dos outros não me façam desanimar.


    A+ | A- | Imprimir | Envie para um(a) amigo(a) | Mensagem Anterior | Posterior | Ouça o conteudo



    Acesse todas as Mensagens