Se Procuras a Paz

    Tribulações e dificuldades, em certos momentos da vida, te envolverão sentimentos e raciocínios.

    Lembram proposições e ensinamentos determinados da escola. Problemas com exato endereço. Provas de habilitação que te dizem respeito.

    Tentações te consultam a resistência.

    Desgostos pesquisam-te a força espiritual.

    A fim de melhorar-te com as promoções que desejas, a vida quer ver-te por dentro.

    Reflete nisso e evita dramatização e queixas desnecessárias.

    Se precisas de alguém que te alivie, por intermédio de confidências, ouve a palavra de um coração amigo e compreensivo que te ame com discernimento e equilíbrio.

    Entretanto, se procuras a paz, abstém-te da falar, acerca de teus obstáculos com os familiares ou com os entes queridos, especialmente aqueles dos quais dependas.

    Comunicar desapontamento e aflições aos seres amados seria o mesmo que dilapidar o teto da casa em que te refugias.

    Teus problemas fazem parte das tuas construções de felicidade e destino. Não lhes agraves a complexidade, nem lhes amplies a extensão, entregando-os a outrem.

    Inquietação e amargura, em muitos casos, se caracterizam por perigoso contágio na vida mental.

    Se te propões a iluminar a própria alma e se queres seguir adiante, em processo de elevação, aprende a resolver teus problemas contigo e Deus.


    A+ | A- | Imprimir | Envie para um(a) amigo(a) | Mensagem Anterior | Posterior | Ouça o conteudo



    Acesse todas as Mensagens