Além da Tela: A lista de Schindler

Oskar Schindler é um empresário alemão com diversos contatos no alto escalão nazista. O ano é 1939. Durante a Segunda Guerra, Schindler enriqueceu contratando judeus perseguidos para trabalharem em suas fábricas por um baixo custo. Quando o cerco nazista aos judeus se fecha, a ordem foi enviar todos para os campos de concentração. Oskar e seu contador Itzhak Stern traçam um plano arriscado: montar uma lista com a maior quantidade possível de pessoas para salvá-las.

A história de Schindler durante o período da Segunda Guerra Mundial nos traz reflexões sobre desafios, livre-arbítrio e expiação. Se por um lado tirou proveito da servidão imposta aos judeus por alguns anos, enriquecendo e aumentando seu círculo de influência na sociedade nazista alemã, por outro, percebendo este poder, pode auxiliar na sobrevivência de mais de mil pessoas. Na obra A gênese, Kardec nos apresenta no trecho sobre o bem e o mal que a dicotomia está presente em nossas ações, e que pelo livre-arbítrio somos capazes de sobressair e nos transformar.

[…] Deus, cheio de bondade, pôs o remédio ao lado do mal, isto é, faz que do próprio mal saia o bem. […] Quando toma melhor caminho, é por sua vontade e porque reconheceu os inconvenientes do outro. A necessidade, pois, o constrange a melhorar-se moralmente, para ser mais feliz, do mesmo modo que o constrangeu a melhorar as condições materiais da sua existência.
A gênese[2]

No trecho anterior, Kardec ressalta que os males mais numerosos são os que o homem cria pelos seus vícios, efeito de seu orgulho, egoísmo, ambição, ou seja, de seus excessos. “Aí a causa das guerras e das calamidades que estas acarretam, das dissensões, das injustiças, da opressão do fraco pelo forte, da maior parte, afinal, das enfermidades”. Reflitamos, buscando caminhos de paz e equilíbrio no auxílio ao próximo. Um bom filme a todos.

Serviço
A lista de Schindler (1994)
Elenco: Liam Neeson e Ben Kingsley
14 | Biografia | Drama | 195 min.
Disponível para alugar na Google Play Filmes e Prime Video


NB [1]: KARDEC, Allan. O livro dos espíritos. Tradução de Evandro Noleto Bezerra. 4. ed. Brasília: FEB, 2021.
NB [2]: KARDEC, Allan. A gênese. Tradução de Evandro Noleto Bezerra. 2. ed. Brasília: FEB, 2013. Capítulo 3, item 6 e 7.


Acesse o cartaz do evento e ajude a divulgar: Clique Aqui

16/5/2022

Notícia Anterior | Posterior

Datas Importantes do Espiritismo

AGOSTO

Dia 01 de 1865
Em Paris, França, Allan Kardec lança O céu e o inferno, quarta obra da Codificação Espírita.
Dia 01 de 1873
Em Londres, Inglaterra, desencarna David Bedlbrook, Presidente da Federação Espírita Internacional e Diretor do Jornal The Fraternally.
Dia 01 de 1947
Fundado o Centro Espírita Luz do Céu, Luz Eterna, em Curitiba, Paraná. Denominação alterada em 1965 para Centro Espírita Luz Eterna.
Dia 01 de 2006
Desencarna em Castro, Paraná, Boanerges Vieira que serviu ao Movimento Espírita por 52 anos, naquela cidade. Nascido em 14 de maio de 1920, na cidade de Campinas, São Paulo.
Dia 02 de 1873
Fundado o Grupo Confúcius, na residência de Francisco Siqueira Dias Sobrinho, sendo o primeiro grupo Espírita do Rio de Janeiro, tendo entre os participantes Bittencourt Sampaio.
Dia 03 de 1889
Em Nova York, EUA, desencarna a médium e escritora Emma Hardinge Britten. Nasce em Londres, Inglaterra, em 14 de junho de 1829.
Dia 03 de 1951
Em Goiânia, Goiás, fundada a Federação Espírita do Estado de Goiás.
Dia 04 de 1918
Nasce em Mallet, PR, Guaracy Paraná Vieira. Foi membro do Conselho Federativo da Federação Espírita do Paraná e um de seus vice-presidentes. Desencarna em 18 de junho de 1991, em Curitiba, PR.
... Saiba mais...