A+ | A- | Imprimir | Ouça a MSG | Ant | Post

Resposta ao amigo que indagou sobre a causa pela qual um recém-nato pode trazer um corpo frustrado na sua própria organização fisiológica, nas ocorrências da reencarnação.
Ei-lo desencarnado e a sombra a que se entrega, Triste irmão vingador...

Pragueja, grita, ausculta...

Lembra a mão que o prostrara e a mágoa se lhe avulta, Vítima embora, esvai-se em paixão bruta e cega!...

Tenta extinguir em vão a imagem que carrega, A face do rival faz-se-lhe chaga oculta...

Ao medalhão mental que o enlouquece e insulta, Anseia retornar ao mundo a que se apega!...

Implora nova mãe de cujo amor renasça, Toma o claustro materno entre a ira e a ameaça, Dorme atando à memória os quadros do ódio antigo...

E agarrado à vingança e ao fel que o desconforta, Plasma no próprio feto, em carne viva e morta, A figura larval do seu próprio inimigo!...


Por: Epiphanio Leite, Do livro: Caminhos de Volta, Médium: Francisco Cândido Xavier


Leia Também:

Vingança e Teratologia: por Epiphanio Leite
Ensinamento Vivo: por Meimei
Lola-Leila: por Hilário Silva
A Mensagem da Compaixão: por Neio Lúcio
Mesmo Ferido: por Hilário Silva

Avalie Esssa MSG

1 Voto(s) 0 Voto(s)

Comentários