A+ | A- | Imprimir | Ouça a MSG | Ant | Post

A ansiedade traduz desarmonia interior, insegurança e insatisfação.

É a crença no inconformismo, do qual decorre a incerteza em torno das ocorrências do cotidiano.

O ansioso perturba-se e perturba.

No seu estado de ansiedade, desgasta-se e exaure aqueles que se lhe submetem ou com quem convive. 

A ansiedade pode ser considerada como um fenômeno de desequilíbrio emocional.

Littré, o eminente pensador positivista, afirmava que a "inquietação, a ansiedade e a angústia são manifestações de um mesmo estado".

Mediante exercício da vontade e recorrendo-se à terapia especializada, a ansiedade se transforma em clima de paciência, aprendendo a aguardar no tempo, na hora e no lugar próprios, o que deve suceder. 

Se experimentas contínuos estados de ansiedade, pára a meditar e propõe-te renovação de conceito espiritual.


Por: Joanna de Ângelis, Médium: Divaldo Pereira Franco - Jornal Espírita Nova Luz Jul/Ago 2001


Leia Também:

Ansiedade: por Joanna de Ângelis
Sei que Nada Sei: por Orson Carrara

Avalie Esssa MSG

12 Voto(s) 1 Voto(s)

Comentários