A Serenidade

    Todo homem sábio é sereno.
    A serenidade é conquista que se consegue com o esforço pessoal, passo a passo.
    Pequenos desafios que são superados, irritações que conseguimos controlar; desajustes emocionais corrigidos; vontade bem direcionada; ambição freada são todas experiências para a aquisição da serenidade.
    Um espírito sereno é aquele que já se encontrou consigo próprio, sabendo exatamente o que deseja da vida.
    A serenidade harmoniza, exteriorizando-se de forma agradável para os que estão à volta. Inspira confiança, acalma e propõe afeição.
    O homem que consegue ser sereno já venceu grande parte da luta.
    Assim, não permita que nenhuma agressão exterior lhe perturbe, causando irritação e desequilíbrio.
    Procure manter a serenidade em todas as realizações.
    A sua paz é moeda arduamente conquistada, que você não deve atirar fora por motivos irrelevantes.
    Os tesouros reais, de alto valor, são aqueles de ordem íntima, que ninguém toma, que jamais se perdem, e sempre seguem com você.
    Quando esteja diante de alguém que engana, traindo a sua confiança, o seu ideal, procure manter-se sereno.
    O enganador é quem deve estar inquieto, e não a sua vítima.
    No seu círculo familiar ou social, você sempre irá se defrontar com pessoas perturbadas, confusas e agressivas.
    Não se desgaste com elas, competindo nas faixas de desequilíbrio em que se fixam. Elas são um teste para sua paciência e serenidade.
    Procure manter-se sempre em contato com o alto, através da prece e em contato consigo mesmo, buscando continuamente compreender as situações que a vida lhe apresenta, enxergando-as como oportunidades, e não como crises.
    Quem consegue manter a serenidade diante das pequenas dificuldades que surgem, vence mais facilmente os grandes desafios.
    O homem sereno consegue viver mais feliz, pois nada parece afligi-lo a ponto de faze-lo desistir dos sonhos que traçou para si mesmo.
    O homem sereno jamais busca resolver suas questões através de comportamento violento, e por isso há mais paz em sua vida.
    A serenidade que Jesus mantinha em seu coração era algo sublime.
    Poucos eram aqueles que não se emocionavam em sua presença, pois esta virtude se exteriorizava pelo olhar tranqüilo e profundo, irradiava pelo semblante carinhoso e pacífico; emanava pelas palavras ditas com tanto amor, que pareciam beijar e abraçar aqueles que as ouviam.
    Poucos foram aqueles que não tiveram seus olhares inundados, por estarem na companhia do espírito mais sereno que já esteve na face da terra.


    A+ | A- | Imprimir | Envie para um(a) amigo(a) | Mensagem Anterior | Posterior

    Acesse todas as Mensagens