A+ | A- | Imprimir | Ouça a MSG | Ant | Post

Meus amigos, o Senhor nos ilumine e fortaleça.

O Espiritismo é a grande luz que se derrama em catadupas de bênçãos sobre a humanidade sofredora e atormentada, e cada santuário doméstico que lhe entroniza a claridade no altar mais íntimo, é abençoado núcleo distribuidor dos celestes dons que fluem, incessantemente, do Alto.

Temos aqui, portanto, a revelação do porvir terrestre:

A verdade libertada dos templos de pedra que a algemam a rreos princípios convencionais, atravessando o lar, à maneira de corrente cristalina, aliviando corações dilacerados, sarando velhas úlceras e preparando almas para a Vida Eterna.

Prescindimos aqui do sacerdócio organizado porque individualmente cada companheiro oficia ao Supremo Senhor, no santuário de si mesmo; dispensamos o fausto do culto externo, porquanto, a veste do crente é a sua própria indumentária viva de sentimento edificante; não necessitamos de códigos preestabelecidos a legislarem sobre a nossa , porque a convicção de imortalidade nasce pura e sublime no livro de cada um de nós, expresso no coração com que amamos e vibramos dentro da vida.

Maior revelação não encontraremos por agora, além dessa bendita oportunidade de serviço com Jesus, em sagrado conjunto de forças a se desdobrarem, uníssonas, à procura da concretização da caridade e da harmonia na Terra.
Um lar sintonizado com o Cristo é uma orquestra divina.

Contemplam-se os instrumentos do bem, aí dentro, espontaneamente, compondo a música do Amor em derredor de todos os peregrinos que marcham nos círculos de luta redentora em busca da Espiritualidade Superior.

Não temos, desse modo, mensagem mais expressiva a recordar-vos senão a da oportunidade santificante que repousa em vossas mãos.

Cada servidor é chamado à tarefa que lhe é própria. Cada trabalhador tem serviço especializado na obra do mundo, qual ocorre à semente que se reveste de utilizada diferente nas leiras da vida.
Cada missionário permanece no ministério de que é detentor.

Cada conjunto de servidores, trabalhadores e missionários guardam responsabilidades diversas em nossos círculos.

Assim, saudamos, não só a renovadora que vos possui, mas também a diligência que vos assinala os passos no desempenho das obrigações que vos cumprem executar.

Crede que a riqueza do lar convertido em manancial do Evangelho é tesouro cobiçado por milhões de operários que perderam o dia ou que esfacelaram as ferramentas que a Bondade Divina lhes confiou.

Grande é, por isso, a vossa fortuna, à frente do erário eterno e maior será o vosso galardão se souberdes marchar unidos, ao encontro dos objetivos que nos entrelaçam os propósitos.

E essa jornada, meus amigos, no fundo, é constituída por serviço constante no bem.

Cada ângulo de dor do caminho, cada irmão desesperado, cada companheiro ignorante e desiludido representam ocasiões luminosas de ação com o Senhor.

O discípulo distraído costuma perder-se em cariadas e inúteis indagações com respeito às provas, olvidando que as provas mais elevadas da Terra não são aquelas que a dor traz habitualmente consigo, arrasando muitas vezes os corações desprevenidos e invigilantes.

Cada momento de socorro aos semelhantes, no capítulo da bondade e da tolerância, é realmente jubiloso minuto de prova benemérita, no qual poderemos desenvolver nossa capacidade máxima de assimilação do Evangelho Salvador.

Em vista dessa verdade, este é o nosso roteiro com o Cristo – atividade com Jesus, nos setores do esforço diário, a fim de que não precisemos escrever Espiritismo para os outros, mas que o Espiritismo escreva em nós as suas lições imperecíveis de iluminação, santificação e vitória.

Que o Divino Mestre nos abençoe a sublime aspiração de executar-lhe os desígnios soberanos e misericordiosos, onde estivermos, são os votos do irmão e servo reconhecido.


Por: Aires de Oliveira, Do livro: União Em Jesus, Médium: Francisco Cândido Xavier - Espíritos Diversos


Leia Também:

Intimamente: por Meimei
Quem São Nossos Pais: por Momento Espírita
Presença Amoroso: por Momento Espírita
Família: por Emmanuel
Adolescente Diante da Família: por Joanna de Ângelis

Avalie Esssa MSG

0 Voto(s) 0 Voto(s)

Comentários